Auto ginástica para a revitalização do corpo e da mente

Makkōhō é uma palavra japonesa que significa "o método de olhar para a frente". Trata-se de uma ginástica surgida no século XVIII no Japão e hoje é difundida em vários países. Consiste basicamente de 4 posturas e pode ser praticada por qualquer pessoa a qualquer hora em um pequeno espaço.

É como uma meditação em movimento, que considera corpo e mente uma unidade. Preconiza o rejuvenescimento e o retardamento do envelhecimento. Sua prática é hoje em dia bem difundida e praticada com alegria por homens e mulheres principalmente em idade madura no Japão – o presidente da Associação de Makkōhō do Japão, aos 92 anos, é praticante assíduo de Makkōhō.

Se usarmos o corpo corretamente o envelhecimento é saudável – O nosso corpo envelhece devido à queda da atividade metabólica de nossas células, tendo como causas a atrofia pelo não uso ou embotado pelo uso exagerado. Diz-se que o envelhecimento começa sorrateiramente pelos pés, assim como as plantas começam a envelhecer pelas raízes e os prédios ficam comprometidos quando suas bases ficam fracas.

A prática do Makkōhō normaliza as articulações do corpo, especialmente as da cintura e coxa, para que o sangue e os impulsos nervosos fluam normalmente. Regulariza a postura da coluna e cintura, normalizando as atividades viscerais, curando dores lombares, hérnia de disco etc. Promove o cultivo da força nas pernas retardando o envelhecimento, os músculos atrofiados são alongados e as células envelhecidas são rejuvenescidas.

Posturas do Makkoho

O Makkōhō considera a cintura o centro do corpo e o centro gerador de energia vital. É como o centro de um leque, para onde tudo converge e de onde tudo sai. O estado da cintura é refletido em todos os órgãos; colocando a cintura em bom estado a energia circula bem em todo o corpo, assim pés e mãos são também aquecidos – é dito na medicina oriental que pés quentes e cabeça fria são sinais de boa saúde. 

A cura não vem de fora, mas de dentro do próprio corpo: o Makkōhō preconiza o corpo são e a mente sã, e muitos praticantes se alegram com seus surpreendentes efeitos curativos. São exercícios de relaxamento e flexibilidade que gastam menos energia que uma caminhada. O Makkōhō é tão simples que até mesmo um doente pode praticar em cima do seu leito. 

Os quatro exercícios do Makkōhō são feitos natural e inconscientemente no dia a dia das ações de uma criança. Nos adultos os músculos e nervos endurecem, e com o envelhecimento é evidente que já não conseguem alongá-los completamente. A prática frequente e paciente do Makkōhō aos poucos nos dá o alongamento e relaxamento musculares que levam ao rejuvenescimento celular.

Vamos à prática desde já, pois nunca é tarde para o cultivo do corpo e da mente. Experimente você também a autocura e administre você mesmo a sua saúde, preparando-se para uma velhice saudável.


A prática do Makkōhō no Templo Zen das Alterosas é dividida em duas partes – exercícios de apoio ao Makkōhō seguidos pelo Makkōhō propriamente dito. As sessões podem ser ministradas em grupo ou individualmente, sendo que cada sessão dura duas horas, quatro vezes por mês.

O monge Mokugen-san se disponibiliza a supervisionar a criação de grupos de prática do Makkōhō em outros locais, inclusive fora de Belo Horizonte.